TÉCNICAS DE ORÇAMENTOS DE OBRAS

Início:
29 de setembro de 2017
Duração:
2 dias - 12 horas
ID:
TÉCNICAS DE ORÇAMENTOS DE OBRAS

Professor:

Endereço

ISITEC - Rua Martiniano de Carvalho, 170 - Bela Vista   Ver mapa

Categoria

Cursos Livres

O objetivo do curso é explicar aos participantes o processo de elaboração de uma planilha orçamentária de obra e as técnicas orçamentárias que permitem a criação e o ajustamento de preços unitários.

 

Público-Alvo: Arquitetos, Engenheiros, Técnicos e Tecnólogos de Edificações que sentem a necessidade de ampliar seus conhecimentos acerca das técnicas orçamentárias utilizadas na orçamentação de obras.

Dias 29 e 30 de agosto

Sexta – das 18h às 22h

Sábado – das 9h às 13h

das 14h às 18h

 

Carga Horária: 12 horas

Investimento: R$ 750,00 ou 675,00 para apoiadores

 

Informações e inscrições: pos@isitec.edu.br / 11-3254.6850

 

Programa:

 

INTRODUÇÃO: Documentos para a orçamentação. Estudo dos projetos. Obra ilustrativa a ser orçada durante o curso. A modelagem BIM 5.

 

1 ESTRUTURAÇÃO DO ORÇAMENTO: Decomposição pela natureza/tipo dos serviços. Decomposição no CAD/BIM. Formatação da Planilha Orçamentária. Estrutura Analítica do Projeto (EAP). Fontes de custos unitários: SICRO, PINI, SINAPI.

 

2 QUANTIFICAÇÃO DOS SERVIÇOS: Formulários de Quantificação. Tabelas Quantitativas geradas pelo CAD 3D. Critérios de Quantificação. Uso de Tabelas Dinâmicas do MS Excel na Quantificação.

 

3 PROCESSAMENTO DO ORÇAMENTO: Orçamentos ilustrativos nos Sistemas SINAPI, PINI e SICRO. Modelo de cálculo para elaboração do orçamento de edificações no MS Excel.

 

4 COMPOSIÇÃO DE CONSUMO UNITÁRIO: Processo de criação e ajuste de composições unitárias. Formatação de composições unitárias nos sistemas PINI, SICRO e SINAPI.

 

5 CUSTO HORÁRIO DA MÃO DE OBRA (HH): Equação da composição do preço de mão de obra. Taxa de Encargos Sociais (ES). Encargos Básicos. Encargos Complementares. Taxas referenciais de ES. Modelo para a personalização da taxa de ES em orçamentos internos.

 

6 CUSTO HORÁRIO DE EQUIPAMENTOS (CHE): Custos de propriedade: Depreciação, Juros do Capital e Manutenção. Custos de operação. Equações para os cálculos de CHE. Modelo para a personalização do cálculo de CHE.

7 CONFIABILIDADE ESTATÍSTICA Processo de avaliação da qualidade dos dados utilizados no orçamento. Validade do valor médio. Número mínimo de dados. Aplicação na cotação dos insumos do orçamento.

 

8 TAXA DE BENEFÍCIOS E DESPESAS INDIRETAS Conceituação das Despesas Indiretas. Fórmulas de BDI. Tabelas para a definição das taxas de despesas indiretas.

 

9 PROPOSTA COMERCIAL Finalização do orçamento técnico interno de empresa construtora. Ajustes comerciais na taxa de BDI e nas CPUs do orçamento. Preço Formal.