VIABILIDADE ECONÔMICA E FINANCEIRA (NA CONSTRUÇÃO CIVIL)

Início:
21 de agosto de 2017
Duração:
2 noites - 8 horas
ID:
VIABILIDADE ECONÔMICA E FINANCEIRA (NA CONSTRUÇÃO CIVIL)

Professor:

Endereço

ISITEC - Rua Martiniano de Carvalho, 170 - Bela Vista   Ver mapa

Categoria

Cursos Livres

O objetivo do curso é apresentar aos participantes um conjunto de técnicas para auxiliar na viabilização econômica e financeira de contratos de obras e empreendimentos imobiliários.

 

Público-Alvo: Arquitetos, Engenheiros, Técnicos e Tecnólogos de Edificações que sentem a necessidade de desenvolver seus conhecimentos na viabilização de negócios de construção civil.

 

Professor: Mozart Bezerra da Silva

Mestre em Construção Civil, pela UFPR, em 2008, o Engenheiro Civil Mozart Bezerra da Silva, pesquisou Gerenciamento de Riscos no mercado internacional, e concluiu com a dissertação “Roteiro para Gerenciamento de Riscos em Obras Empreitadas de Construção Civil”.

Em 2016, a pedidos de grandes contratantes e construtoras de obras públicas, estudou o equilíbrio econômico-financeiro das obras do Trecho Norte do Rodoanel Mário Covas, do Lote 5 da Linha 5 do Metrô de São Paulo, da Marginal do Tiete, todas em São Paulo.

Continuou sua carreira de professor de cursos de formação continuada, completando, em dezembro de 2016, a ministração de 500 cursos, em 27 anos de trabalho, totalizando 5.832 horas-aula para 12.150 participantes.

 

 

Dias 21 e 22 de Agosto – das 18h às 22h

Carga Horária: 8h

Investimento: R$ 580,00 ou R$ 522,00 para apoiadores

 

Informações e inscrições: pos@isitec.edu.br / 11-3254.6850

Programa:

INTRODUÇÃO: Amplitude da viabilização. Obstáculos da viabilização. Criação de protótipos. Programa de Necessidades. Estudo de massa.

1 ESTIMATIVA DE CUSTOS: Estimativas de custos pela NBR 12.721. Estimativas de custos no Sistema SINAPI.

2 ESTUDO ESTÁTICO: Estimativa das receitas. Estimativa dos custos da obra. Custos específicos do empreendimento. Demonstrativo de Resultados.

Indicadores de viabilidade: Lucro e Margem de Lucro.

3 PONTO DE EQUILÍBRIO CONTÁBIL: Administração Local. Administração Central (Construtora e Incorporadora). Dimensionamento do Custo Fixo. Volume de vendas que torna o suporte viável.

4 EQUILÍBRIO ECONÔMICO DO PREÇO: Composição do preço: Custo de produção, Despesas Administrativas, Financeiras, Tributárias e Comerciais. Equilíbrio econômico: níveis de Contingências e de Lucratividade. Taxa de Benefícios e Despesas Indiretas (BDI) que torna o contrato da obra economicamente viável.

5 EQUILÍBRIO FINANCEIRO DO PREÇO: Cronograma de receitas e despesas. Fluxo de Caixa. Despesas Financeiras: Inflação e Financiamento do contrato. Indicadores de Viabilidade Financeira NBR 14.653-4.

6 ESTIMAÇÃO: Estimativa pontual. Intervalo de confiança. Uso da Estatística para adoção de dados e faixas de variação em estudos de viabilidade.

7 PROCESSO DE ANÁLISE HIERÁRQUICA (AHP): A tomada de decisão. Estabelecimento de prioridades. Escolha da melhor alternativa. Criação de indicadores. Exemplos de aplicação na viabilidade de obras e empreendimentos.

8 MÉTODO DE MONTE CARLO: Criação de cenários. Cenários aleatórios. Obtenção de grandes quantidades de resultados para um único modelo de viabilização. Faixas de resultados obtidas a partir das faixas de variação dos dados.

9 GERENCIAMENTO DE RISCOS Identificação dos riscos: Brainstorming. Priorização dos Riscos: Matriz de Probabilidade e Impacto. Respostas planejadas para as ameaças e oportunidades que podem ou não ocorrer durante a execução da obra e alterar o parecer de viabilidade.98.290/D SP

Enviar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *