PSDB e seus aliados DEM e PSD fazem, nos bastidores, uma triagem para encontrar um nome de consenso capaz de assumir a presidência caso Temer se inviabilize

PSDB e seus aliados DEM e PSD fazem, nos bastidores, uma triagem para encontrar um nome de consenso capaz de assumir a presidência caso Temer se inviabilize

Por: Vera Magalhães

Fonte: O Estado de S. Paulo

 

O suporte que o PSDB, em consórcio com DEM e PSD, dá à permanência de Michel Temer na presidência é precário. O partido e seus aliados fazem, nos bastidores, uma triagem para encontrar um nome de consenso capaz de assumir a presidência caso o peemedebista se inviabilize.

E, paralelamente a isso, costuram um acordo para que o escolhido se comprometa com a manutenção das reformas e a permanência dos nomes-chave da equipe econômica.

Essas premissas afastam, numa primeira análise, Henrique Meirelles como opção para o lugar de Temer. Ele teria um papel importante para manter a confiança – interna e externamente – na capacidade de tocar adiante a pauta econômica mesmo em caso de queda do segundo presidente em um ano.

Não é, portanto, um voto de confiança em Temer o que os principais partidos da base oferecem. Eles apenas observam as nuvens para saber se o peemedebista cai de maduro. Se isso acontecer, querem ter a saída pronta – e não começar a discutir a partir da queda consumada.

No governo, a percepção de que o equilíbrio de Temer é mais frágil do que dão a entender os discursos faz com que toda a aposta recaia na resiliência do Congresso. Se Câmara e Senado avançarem com a pauta, ainda que a conta-gotas, aliados do presidente acreditam que ele pode lograr êxito em virar o jogo insistindo na tese de que foi vítima de “armação”.

A prisão de Tadeu Filippelli – mais um assessor presidencial metido em corrupção, ainda que não ligada a Temer – e a apreensão da mala de dinheiro de Rodrigo Rocha Loures são alguns fatores de incerteza na temerária estratégia temerista.

 

Enviar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *