VDI debate futuro das cidades no Dia da Engenharia Alemã

Em sua quinta edição e sob o tema “A Cidade do Futuro: Viver ou Sobreviver?”, o Dia da Engenharia Alemã, comemorado no último dia 17 de outubro, em São Paulo, apresentou as novas tecnologias para melhorar a qualidade de vida, o ambiente de trabalho, a moradia, o trânsito e a forma de viver dos habitantes das cidades grandes. Com mais de 600 participantes, o evento firmou sua importância não apenas para os engenheiros e profissionais da área, mas para toda humanidade, já que o evento adiantou as principais tecnologias que já ditam tendência em prol do nosso dia-a-dia.

Alinhando infraestrutura, sustentabilidade e tendências, trouxe aos participantes o que há de mais moderno para uma vida harmoniosa entre o homem e a natureza, sem deixar de lado os avanços tecnológicos. “O progresso trouxe benefícios para a humanidade, mas também muitos desafios. Precisamos achar alternativas para melhorar a nossa qualidade de vida. E é isso que oferecemos em nosso Dia da Engenharia Alemã 2013. O evento tratou de importantes assuntos e apresentou novas técnicas e tecnologias para melhorar o nosso dia-a-dia, o ambiente de trabalho, a moradia, o trânsito e a forma de viver dos habitantes das grandes cidades”, comenta Christian Müller, presidente da VDI-Brasil (Associação de Engenheiros Brasil-Alemanha) e vice-presidente da B. GROB do Brasil.

O evento contou com a participação de renomados palestrantes e, entre os assuntos, destacaram-se: “Os desafios da construção civil” (Geraldo Villin Prado, Diretor Superintendente da Odebrecht Properties), “A Cidade do Futuro” (Jaime Lerner, arquiteto e ex-prefeito de Curitiba). Na mesa redonda, importantes nomes da indústria automobilística discutiram o tema “O carro tem futuro na cidade?”. Entre eles: Paulo Braga, jornalista da Revista Automotive Business (moderador); Besaliel Botelho, Presidente da Robert Bosch; Arturo Piñeiro, Presidente da BMW do Brasil, Philipp Schiemer, Presidente da Mercedes-Benz; Miguel Garcia, CFO da Audi Brasil; e Dr. Egon Feichter, Vice-Presidente de Desenvolvimento de Produto da Volkswagen do Brasil. O evento contou, também, com a participação de Thomas Timm, Vice Presidente da Câmara Brasil-Alemanha; Arlindo Chinaglia, Deputado Federal e Líder do Governo na Câmara Estadual de São Paulo; Murilo Celso de Campos Pinheiro, Presidente da Federação Nacional dos Engenheiros (FNE) e do Ministro da Embaixada da República Federal da Alemanha em Brasília, Dr. Claudius Fischbach. Direto da Alemanha, tivemos a presença do Diretor da VDI alemã, Dr.Willi Fuchs. A abertura e o encerramento do evento ficaram nas mãos de Christian Müller, Presidente da VDI-Brasil.

Um passo para o progresso

Se a ideia é uma cidade inteligente, Jaime Lerner, arquiteto e ex-prefeito de Curitiba (PR), conquistou os participantes com suas ideias, sugestões e visões do futuro. Para ele, a cidade do futuro precisa ser vida, trabalho e movimento juntos. “Toda cidade tem sua história, seu design e seu formato… É como um retrato de família! Agora, não podemos, simplesmente, excluir esse retrato. Temos que adaptá-lo a realidade do momento, procurando soluções inteligentes, sem deixar de respeitar esse retrato antigo.” Jaime ainda deu sua opinião sobre o personagem ‘carro’: “A solução da mobilidade, ao contrário do que muitos pensam, não é o carro, mas a maneira de se usar o carro”.

Vizinhança inteligente

Durante a palestra “Os desafios da construção civil”, Geraldo Villin Prado, Diretor Superintendente da Odebrecht Properties, comentou que o futuro da construção civil está no uso de uma infraestrutura tecnológica sofisticada. “A ideia para o futuro é concentrar em uma única vizinhança todas as funcionalidades para uma qualidade de vida adequada: divertir, aprender, morar e trabalhar. É necessário reduzir as distâncias entre casa e trabalho para conseguirmos maior produtividade, qualidade de vida e menor emissão de CO2”, explica o executivo.

Pensando nos futuros engenheiros, a VDI-Brasil, seguindo a tradição de explorar o interesse dos jovens abriu o evento, no período da manhã, para estudantes. Cerca de 200 alunos das escolas Senai e Colégio Humboldt puderam conhecer os estandes das empresas, tirar dúvidas sobre suas tecnologias, seu processo seletivo e foco de atuação. Um momento muito especial em prol de uma geração que, em breve, estará atuando e contribuindo com a humanidade através da engenharia.